sábado, 13 de março de 2010

A casa



Veio-me uma saudade com sabor a noite
e pela casa ondulou preguiçoso o cheiro do pinhal.
Sentei-me à secretária e resolvi escrever-te.
A casa está plantada num rochedo, no cimo de um monte.
Parte das árvores que a rodeiam estão com as raízes no rio.
Do outro lado, as montanhas ondulam até os seus picos ao longe,
tocarem o céu.
A casa tem a forma de um navio,
em dias de nevoeiro balouça-se sobre o abismo
e no seu interior cheira a maresia.
Nesses dias lembram-se viagens por mares longínquos
e tragédias com fins ambicionados.
No Verão, o jardim cheira a flor de limoeiro
e as "caneleiras" informam o visitante
das viagens que a casa empreendeu.
Os cucos vêm em Março
e ouvem-se todos os dias até ao mês de Junho.
Os pardais vêm comer nas macieiras
e as crianças crescem descalças no jardim.
Nela o único luxo é o espaço,
que espera pacientemente as coisas desconhecidas
que a hão-de encher.
O tempo passa por ela devagar visto que é nova.
E por ela perpassa um frio angustiante
dos dias desconhecidos que a esperam.
O timoneiro sou eu.
Uma mulher que deseja a tua chegada.
Se viesses podíamos ver as estrelas até de manhã
e falar da cor do luar nas folhas prateadas dos carvalhos.
Talvez nos deitássemos sobre a relva
e desejássemos fazer outra vez os filhos que já temos.

P.M.

3 comentários:

doce anjo disse...

Saudade qndo vem, hummmm sai de baixo, como e bom senitirmos saudades simplismente daquilo que foi e eh muito importante pra gente, adorei seu pos voltarei mais vezes, espero sua visitinha, otimo final de semana a vc e familia... Doce Anjo

Anónimo disse...

Bem...essa tua casa...

Lindíssimo!
E olha, porque de vez em quando há "memória", relembro a valsinha do Chico Buarque, que em tempos, naquela mágica casa de S. Bento ( naquele mágico tempo sem cansaços), me pedias para trautear.Vai bem com este teu "sussurro poético" em mágica tardinha...

Bj.
C (EN)

( A valsinha, do Chico podes relembrá-la no Youtube, penso)

Petra Maré disse...

Relembrei a valsinha por ti e por mim.
Obrigada Cris.
Crê...que te aprecio verdadeiramente.
BJ.